Vídeo em Destaque

+ Mais videos

Enquete

LULA SERÁ PRESO?
Crônicas do Imperador
na Rede

TURISMO NO FINAL DE 2010

Sexta feira, 17 de Dezembro de 2010
TURISMO NO FINAL DE 2010

Oficialmente o verão só acontece deste lado de cá do Equador depois do dia 21 de dezembro; os estudiosos chamam o “nosso” verão de Austral (do lado de lá é o Boreal) e também oficialmente é quando a maior confusão deveria acontecer; as crianças já saíram de férias e querem visitar os parentes, amigos ou irem para a praia; a dona de casa não vê a hora de deixar seus afazeres para descansar a beira de uma sombra e quem pode, já deve ter comprado um belo pacote de turismo com direito a muitos passeios, comidinhas deliciosas e outros prazeres que somente as férias podem nos proporcionar; mas nem todo mundo sai de férias no verão, afinal de contas, o Brasil não pode parar!

 

Com as escolas em férias, muitos setores param e outros aquecem; as ruas das grandes cidades recebem um alívio de fluxo dos carros e os hotéis que passaram a maior parte do ano praticamente se preparando para o Verão, agora começam a receber todos os tipos de turistas. A taxa de ocupação de muitos hotéis dos setores mais tradicionais chega a beirar 100%, enquanto outros, que estão distantes dos centros mais badalados permanecem dando manutenção e seguindo a vida como querem os gestores do turismo no país. Basicamente as capitais que estão na Costa Leste (banhadas pelo Atlântico), cidades que despontaram para o potencial turístico com apelos atraentes ou investimentos maciços ao longo de muitos anos recebem 90% em média de todos os visitantes; 10% do restante vão para qualquer lugar.

 

Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Fortaleza e Florianópolis são as campeãs em receber turistas no verão. Acredita-se que mais de 50% de todos os turistas do exterior vão estar ou passarão nestas cidades até o carnaval. Dados não oficiais também apontam estas cinco cidades como às preferidas de 60% dos brasileiros em alguma época dos três meses de intenso calor no Brasil. O litoral carioca, paulista e baiano são os que possuem o maior número de hotéis e pousadas mais procuradas nesta época e uma diária que em média custa R$ 70,00 o ano inteiro (nos menos luxuosos), a partir de agora no mínimo dobra de preço, o que faz muita gente procurar as casas de veraneio.

 

Locais paradisíacos como a Floresta Amazônica, que oficialmente inicia depois dos Lençóis Maranhenses; a Chapada Diamantina e dos Veadeiros; o Pantanal e até as Cataratas do Iguaçu recebem milhares de pessoas a mais do que no restante do ano, mas pouco acontece se compráramos a transformação que passam as mais procuradas. Tudo isso se dá por conta do advento das praias e logo em seguida a febre do Carnaval. Rio de Janeiro e Salvador disputam há anos quem é a mais visitada, mas em termo de acomodação, o Rio sai na frente e é a que tem mais a oferecer.

 

Muitas famílias que ainda não tem a tradição e cultura de programar suas férias com antecedência, começam agora a imaginar para onde irão nos próximos dias. Certamente que o natal será em família para a maioria, mas na virada do ano, reza a lenda que passar a beira mar faz bem para o ano vindouro e é por isso que a maioria irá querer ir para a praia! Uma verdadeira corrida pelas últimas vagas dos hotéis ou pelas últimas casas de veraneio faz os preços ir às alturas. Um desavisado ou ingênuo que for ao Rio de Janeiro nos últimos dias do ano e pretender ver a queima de fogos de uma sacada da Avenida Atlântica, com certeza, se encontrar disponibilidade, pagará não menos que R$ 2.000,00 por noite, por pessoa! No Rio a Avenida Atlântica é a mais cara do verão brasileiro; eu que costumo ficar no Pestana Hotel, pago durante o ano cerca de R$ 300,00, já para o alto verão o preço vai para R$ 450,00 e nas noites mais procuradas, como réveillon e carnaval, os pacotes de quatro noites chegam a R$ 10 mil para um casal.

 

Muitos estão recorrendo aos sites de compra coletiva, mas fica aqui um aviso de quem conhece fraude: - cuidado com as ofertas tão milagrosas! Há sites sérios no mercado, mas também há os que se aproveitam da inocência das pessoas. Um conselho é sempre observar se o site de compra coletiva tem alguma referência como endereço físico (rua, CEP, etc); depois observem se eles publicam o CNPJ; neste caso façam uma consulta na Receita Federal e comparem se são de fato aquilo que dizem ser; por último, ligue para o hotel e pergunte se de fato eles reconhecem aquela promoção. Somente para deixar explicado; os sites de compras coletivas não são nada mais que um approach de vendas entre o hotel e o hóspede, ou seja: eles não respondem juridicamente (em tese) por distúrbios provocados, mas são eles que recebem o dinheiro da venda em primeiro grau. Eu observei que já existem muitos destes sites que nem brasileiros são; o que em tese também pode ser muito perigoso para quem compra!

 

Outra fraude muito comum é do hotel fantasma; estelionatários fazem um belo site de um hotel atrativo, geralmente a beira mar e prometem diárias mais baratas para os dias de réveillon e carnaval; alguém se vê atraído pela facilidade, liga para o telefone publicado e paga uma taxa antecipada pelo pacote, mas na verdade, nada daquilo existe e quem pagou se vê literalmente diante de uma enganação. Raramente se consegue prender este tipo de quadrilha. Meu outro conselho é: se não conhecer o hotel, certifique-se no mínimo de ele existe ligando para alguém da cidade, de preferência um visinho do hotel. Há várias ferramentas eficazes para isso; uma delas é o Google Maps.

 

Outra coisa que tem o preço bastante elevado nestes meses do ano são as passagens aéreas. Há companhias aéreas que ainda vendem caro e praticam o famoso Over Booking, que é vender mais do que pode. Quando você chega para fazer o “check in” dão de cara com uma fila de espera ou perdem a vaga. Previna-se buscando informações com a Infraero e caso caia nesta prática criminosa, busque imediatamente a justiça especial; alegue o dano material e o dano moral e busque repará-los de modo que a Cia Aérea pague por todas as suas férias.

 

Quando você for viajar, leve apenas o necessário; não leve muitas malas e tente fazer o menor volume possível de coisas transportadas; seja no avião, carro, trem ou ônibus. Quantidades menores de malas facilitam a logística das empresas e facilita sua locomoção nos aeroportos, rodoviárias, portos ou nos locais por onde você precisa trefegar. Lembre-se de lacrar sempre todos os volumes e identificá-los com uma etiqueta ou lacre personalizado; além de evitar perdas, pode evitar também transtornos indesejáveis!

 

Escolha o destino que melhor se encaixa em seu orçamento; além de Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Florianópolis e Fortaleza o Brasil possui cidades belíssimas, seja a beira mar, pertinho de uma floresta, com cachoeiras, modernas ou históricas; uma delas terá o imenso prazer em recebê-lo e fará o possível para causar uma boa impressão. Se servir de dica, Brasília, a capital do Brasil, tem centenas de bons hotéis e uma infinidade de vôos baratos. Quem quiser passar um réveillon num bom hotel 5 estrelas e pagando pouco pelo vôo, poderá conhecer os monumentos e os atrativos do Planalto Central. É uma forma de ter férias inusitadas!

 

De Norte a Sul do Brasil há sempre um cantinho que enseja em receber visitantes; o que ocorre geralmente é que por não haver investimento de divulgação, estes recantos maravilhosos ficam asilados do grande público; cabe a nós descobri-los e fazê-los brilhar com depoimentos pessoais; foi desta forma que recentemente eu conheci Jaguarão no Rio Grande do Sul; Meaípe no Espírito Santo; São Cristóvão em Sergipe; Mosqueiro no Pará; Cachoeira e Jacobina na Bahia e Lídice no Rio de Janeiro. Com um pouquinho de esforço e boa vontade as pessoas destes lugares desconhecidos ganham quando falamos deles nos blogs, jornais e em outros meios de comunicação. Arrisque-se e vá conhecer o melhor do Brasil!

 

Sabemos que viajar para fora do país está barato, principalmente as passagens aéreas, mas nada melhor e mais prazeroso do que conhecer o melhor que há em nosso país. Pesquise, busque informação, faça cotação de preços, veja a viabilidade e permita-se viajar interno. No próximo ano, em 2011, uma nova ferramenta virtual de facilitação do turismo brasileiro surgirá e será acessível a todos. Este novo projeto de acesso da maioria aos melhores lugares do Brasil promete ser uma detonação aos mitos e dogmas de que somente as mais badaladas cidades podem receber a maioria dos turistas. Alguém poderá estar dizendo que eu pirei; e até eu próprio posso dizer: - Pirou? Não! Quem pirou foram os donos dos hotéis mais atraentes do Brasil que resolveram baixar os preços de suas diárias para que todos possam se hospedar em qualquer época do ano e nós é quem vamos lucrar com tudo isso! Eu me orgulho de fazer parte deste projeto inovador, juntamente com meus sócios Luciano Figueiredo França e André de Almeida Ferreira!

 

Mas enquanto esta idéia pra lá de pirada não seja revelada, agora é hora de curtir o verão de 2010/2011; use filtro solar e uma boa dose prudência para que tudo saia tão bem quanto fora idealizado. Lembre-se que sair de casa, curtir a viagem e voltar bem para casa faz parte do processo de férias. Aproveite cada momento, respeite a cultura de onde vai visitar, traga somente lembranças boas e nos próximo ano, se Deus nos permitir, estaremos quem sabe, juntos para mais um novo verão e novas férias! Ah! Torça também para o clima ajudar, porque este ano a piração é geral no clima; até geada está ocorrendo em Cuba!

 

Conheça sempre um agente de viagens de confiança; ele é a pessoa mais capacitada para fazer reservas em hotéis, comprar passagens, alugar carros e organizar um roteiro em suas férias. Como última dica, para quem não conheça um, eu utilizo os serviços da Real Turismo em Belo Horizonte. Basta ligar para o Magno ou Felipe no (31) 3245.7090 e fazer sua consulta!

 

 

Carlos Henrique Mascarenhas Pires



Comentários 0



Nossos Parceiros

© Copyright 2011 - Crônicas do Imperador. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento de sites