Vídeo em Destaque

+ Mais videos

Enquete

LULA SERÁ PRESO?
Crônicas do Imperador
na Rede

QUEM É O PINÓQUIO?

Terça feira, 29 de Maio de 2012
QUEM É O PINÓQUIO?

Carlo Collodi, o italiano criador do bonequinho mentiroso Pinóquio, pelo visto deve ter ressuscitado aportado em Brasília; e feito uma escala em São Bernardo do Campo. Pelo visto ele fez uma visita surpresa ao Ministro Gilmar Mendes e ao ex Presidente Lula; e a pergunta que não quer calar é: aonde foi que Collodi deixou Gepeto; no Supremo Tribunal Federal ou em São Bernardo do Campo?

A história que controverte em todas as edições jornalísticas do Brasil é a pantomima rimada do Poder envolvendo duas das figuras mais conhecidas da atualidade. De um lado um Ministro do STF Gilmar Mendes, que também foi ex Presidente da mais alta corte do Judiciário; do outro lado o menino pobre que foi torneiro mecânico e virou Presidente do Brasil, Lula. O que se publicou claramente por um dos veículos mais respeitados do país é que Lula encontrou-se com Mendes e tentou fazê-lo de marionete para brecar o julgamento do escândalo conhecido por “Mensalão”. Não obstante as questões exclusivas do Mensalão, Lula teria afirmado que a CPI do Cachoeira também estava sob seu controle...

A história é bombasticamente ridícula, mas bem narrada. Do ponto de vista de quem ao menos lê as notícias e acompanha a trajetória do Poder, ou Lula pirou de vez, mostrando de fato a sua face maléfica e criminosa, ou o Ministro Gilmar Mendes precisa de internação psiquiátrica; mas este é outro capítulo de mais esta história fétida envolvendo poderosos que decidem a maioria de nossos destinos. Eu não tenho qualquer dúvida de que a própria história dirá quem é quem nesta pocilga!

Para quem não sabe, para ser Ministro do STF, dentre outras prerrogativas, necessita-se ser indicado pelo Presidente da República e aprovado por um colegiado de Senadores. A composição da corte é formada por 11 membros; destes, 6 foram indicados por Lula, que são eles: Cezar Peluzo, Carlos Ayres Britto (atual Presidente), Joaquim Barbosa (atual vice-presidente), Ricardo Lewandowski, Carmem Lúcia Antunes Rocha e o caçula José Antônio Dias Toffoli.

Gilmar Mendes foi indicado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, mas pela relação atribuída as notícias, por ter sido “colega” do Senador Demóstenes Torres (ambos foram Procuradores de Justiça), Lula teria atribuído mea-culpa do Ministro no caso “Cachoeira” por causa de uma viagem que ele fizera a Alemanha com dinheiro do contraventor Carlinhos Cachoeira.

Pare o mundo que eu quero descer! Que história mais complicada! O monstro do caso Cachoeira tem tentáculos por todas as esferas do Poder, isso já sabemos. Que o Senador Demóstenes Torres está enfiado até a ponta do nariz no lodo do mesmo pântano onde vive este monstro, isso também estamos carecas de saber; mas aonde entra o Ministro Gilmar Mendes nesta história?

Segundo a primeira reportagem o ex-presidente Lula teria feito uma série de reuniões com Ministros do STF que foram indicados por ele no escritório de outra figura conhecida, que também foi Ministro do STF e Ministro da Defesa de Lula, Nelson Jobim. Nesta série de reuniões importantes para a história do Brasil, além de Jobim, Lula e Gilmar Mendes, estiveram presentes outros pupilos de Lula: Carmem Lúcia, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. Apenas Gilmar Mendes afirmou que Lula havia sugerido brecar o processo do Mensalão até as eleições de outubro.

Insta também informar que estas pessoas que participaram das reuniões e que são os mais poderosos juízes do Brasil (exceto Nelson Jobim que está aposentado), nenhum deles teve uma carreira de magistrado antes de ser Ministro do Supremo, mas é assim que a lei abraça o cargo.

Gilmar Mendes foi Procurador da República e Advogado Geral da União. Ricardo Lewandowski foi advogado militante que foi agraciado pelo Quinto Constitucional para ocupar uma cadeira no Tribunal de Alçada e Tribunal de Justiça de São Paulo. Lewandowski também foi Secretário de Governo da Prefeitura de São Bernardo do Campo, cidade que Lula e o PT mandam há décadas. A mineira Carmem Lúcia também nunca foi juíza na sua vida. Ocupou o cargo de Procuradora do Estado em MG e de lá subiu ao STF. E o mais novo, José Antônio Dias Toffoli, era ninguém menos que um advogado, condenado em primeiro grau pela justiça do Amapá por licitação ilegal. Toffoli também ocupou o cargo de Advogado Geral da União, mas antes disso, foi advogado do PT e advogado constituído de Lula. Também pesam acusações gravíssimas contra o blindado Ministro Toffoli, quando foi acusado por uma advogada que jura ter prestado favores sexuais em troca de favores.

Não se pode tirar o alto grau de conhecimento jurídico destas pessoas que participaram destas reuniões criminosas, caso o teor das discussões publicadas sejam verídicas; exceto Lula que mal sabe ler e escrever. Todos os envolvidos são estrelas do mundo legal, mas pelas conversas atribuídas às reuniões, eles deixaram a licitude em algum balde de lixo.

Gilmar Mendes afirma decisivamente que Lula sugeriu travar o exame do Mensalão, pelo menos até que as eleições próximas fossem decididas. O Ministro também afirma que Lula tentou coibi-lo com um episódio em que ele viajou a Alemanha, sugerindo que a grana da viagem fosse um presente de Carlinhos Cachoeira.

Eu não acredito, mas posso estar errado, que Gilmar Mendes, tão acostumado aos holofotes da mídia; um sujeito que antes disse já foi algumas vezes palco de histórias controversas, fosse se deixar comprar por uma viagem para a Alemanha; e segundo que ele tivesse o imódico de psicose irrestrita para criar uma história desta envergadura!

O Instituto Lula, que eu não sei bem para que serve; tratou de desmentir o Ministro, mas foi brando nas palavras na questão sentimental do episódio. As poucas palavras publicadas limitam-se apenas a informar que a história é inverídica e que o ex-presidente sente-se surpreso com as declarações de Gilmar Mendes.

Se eu bem conheço Lula, um sujeito que adora ser o centro das atenções e que não mede palavras para nada nem para ninguém, um fato desta natureza e importância histórica, caso não tivesse havido pelo menos um indício do que afirma Mendes, ele já estaria na mídia ocupando os melhores horários da televisão para chamar Gilmar Mendes de maluco, demente, insano e criminoso. Este poderia ser o grande prato de Lula para eleger, pelo menos, 3 mil prefeitos e uns 10 mil vereadores pelo PT nas próximas eleições.

É óbvio que qualquer pessoa pode e deve ser amigo de qualquer membro dos 3 Poderes. Tanto ministros do Supremo, quanto senadores, deputados, juízes e até o Presidente, tiveram e têm amigos que são de antes dos cargos ocupados. Qualquer um destes também podem ter novos amigos; isso é tão comum quanto comer; mas Lula não precisa convocar reuniões com Ministros do STF em escritórios blindados, uma vez que ele próprio tem livre acesso aos seus gabinetes. Se não encarou o protocolo, perdoe-me os religiosos virtuosos defensores do PT, mas neste mato tem coelho!

Para mim já era claro, mas agora ficou cristalino, que as indicações de Lula para o STF são consideradas por ele como suas marionetes. Estes ministros sabem muito bem, mas jamais poderiam admitir que suas relações afetivas com Lula fossem demasiadamente estreitas. Eles devem, pelo menos na cabeça de Lula, veneração e gratidão por suas indicações; o problema é que isso tudo seja traduzido em obediência e submissão!

O mundo inteiro sabe que o caso do Mensalão foi um projeto arquitetado por pessoas da cozinha de Lula e que ele sabia de tudo; a não ser que alguém consiga me fazer acreditar que milhões de Reais entravam nas contas do PT e de seus membros sem que a Estrela do partido sequer fosse consultada...

O que se está vendo no Brasil é a formação de uma constelação de Grãos Mestres blindados por um partido que até pouco tempo criticava tudo quando roia o osso, mas que agora, diante de um filé suculento do Poder, passou a administrar doses fortes daquele mesmo veneno que dantes combatia.

Eu não duvido que Lula também tenha procurado o Presidente Carlos Ayres Britto e outras de suas indicações para a Corte para pressioná-los a fazer o mesmo sugerido a Gilmar Mendes; da mesma forma que tenha seu “dedo” no controle do escândalo do Carlinhos Cachoeira. A grande questão é que nem todos são capachos de Lula ou do PT. Alguns poucos que ocupam o STF, o STJ, Congresso e no próprio Executivo, não seriam capazes de manchar suas fichas históricas por causa da roubalheira agenciada por um bando que insiste em tornar-se um câncer crônico liderado por Lula.

Infelizmente, enquanto se mantiver ativa a prerrogativa legal de que, em tese, qualquer pessoa pode ser Ministro do Supremo Tribunal Federal, esta balburdia permanecerá ocorrendo; onde o povo permanece se ferrando para manter a pose de vigaristas, e estes ainda são rotulados como cardeais paladinos da justiça, autoridade e/ou heróis públicos...!

Da mesma forma que eu não acredito que o Ministro Gilmar Mendes tenha a coragem de inventar uma história desta, acredito também que a Presidenta Dilma Rousseff sofrerá muito, mas mesmo sendo aliada de Lula, não medirá esforços para que estes Pinóquios do Poder, sejam desmascarados; da mesma forma que também acredito que todos eles, acabam sendo votados a reconduzidos ao Poder, pelo mesmo povo extorquido; que também insiste em permanecer ignorante de pai, mãe e parteira!

Nesta novela que estreia, sabemos que tudo pode mudar, mas a própria história recente depõe mais contra Lula do que contra Gilmar Mendes. Pode-se dizer que nenhum destes artífices públicos são santinhos, mas a síndrome de Pinóquio recai muito mais para uns do que para outros. Se Carlo Collodi estivesse vivo, estaria alucinado para criar um irmãozinho, ou vários irmãozinhos, para seu amiguinho cara de pau!


Carlos Henrique Mascarenhas Pires



Comentários 0



Nossos Parceiros

© Copyright 2011 - Crônicas do Imperador. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento de sites