Vídeo em Destaque

+ Mais videos

Enquete

LULA SERÁ PRESO?
Crônicas do Imperador
na Rede

QUAL O SEU DESTINO NAS FÉRIAS?

Domingo, 03 de Julho de 2011
QUAL O SEU DESTINO NAS FÉRIAS?

O dólar está em queda vertiginosa e pode ser um grande sinal para viajarmos cada vez mais ao exterior do Brasil, pois desta forma podemos usufruir mais gastando menos. Os destinos mais tradicionais para os Estados Unidos da América como Washington, Miami, Nova Iorque e Las Vegas, nesta época do ano ficam floridos de brazucas enlouquecidos por compras e passeios. A Europa ferve desde Portugal até os confins da Turquia, quando o Bósforo encerra o continente; tem brasileiro na França, na Itália, Alemanha, enfim, cada canto tem pelo menos um pouco de nós gastando o montão de dólares e euros.

Até os destinos internacionais menos tradicionais como a África já começa a desfrutar um pouco de nosso convívio. Marrocos, África do Sul e o Egito recebem milhares de brasileiros sedentos do prazer do conhecimento; indo em busca da culinária, das paisagens exóticas, da cultura, das cores e da sensação inigualável de se relacionar com outros povos.

Na América do Sul a badalada e gélida Bariloche e o Vale Nevado no Chile, somente não colherão mais frutos desta nossa bonança financeira por causa do vulcão chileno em erupção que está dificultando até os destinos nacionais mais próximos do Uruguai e Argentina; não fosse isso, los hermanos porteños estariam rindo atôa e lucrando alto com a valorização de nosso Real ante ao fraco Peso. Na outra ponta do Continente sul-americano Venezuela e Colômbia se esbaldam por causa da proximidade com o Caribe; e na América Central o Panamá nada de braçadas e comemora os milhões de Dólares que gastamos todos os dias em lojas, hotéis, restaurantes e cassinos!

Especialistas dizem que o nosso inverno de 2011, verão no hemisfério Norte, será demasiadamente favorável aos destinos dos Emirados Árabes e seus luxos exóticos. A minha advertência é devemos ter cautela para qualquer destino internacional, porque, como todos já sabem; prudência e canja de galinha não fazem mal a ninguém!

É fato que as passagens aéreas estão baratas tanto aqui quanto para sair daqui; é fato também que nossos hotéis cobram mais caro do que os similares em destinos internacionais; que as compras que fazemos aqui não são tão atrativas se compararmos com o que dispomos sem impostos lá fora; é fato que o Governo brasileiro não investe quase nada na promoção do turismo doméstico e que não dispomos de infra-estrutura adequada para receber o turista na maior parta do Brasil. É fato também que nossas estradas estão em estado de calamidade e que a segurança pública na maior parte do Brasil favorece muito mais ao bandido do que ao turista.

Sabemos bem que as locadoras de veículos daqui cobram um absurdo e exigem verdadeiras incoerências no ato de um contrato; que não temos também linhas férreas destinadas ao turismo e que a nossa costa, tão enorme e bela, somente nos oferece praias e nada mais. Até as casas de câmbio, tão imprescindíveis para alguns países; aqui no Brasil são somente encontradas nos grandes centros. Pequenas e médias cidades brasileiras sequer conhecem bem outras moedas e a aceitação de qualquer uma além do Real se faz uma operação de batalha e desconfiança.

Tudo isso que citei serve para concretizar minha tese que o Brasil está há mil anos luz da prática correta de receber um turista de verdade; lugares como o pequeno e tímido Uruguai, que eu conheço bem e posso testemunhar, tem um planejamento e cultura de receptivo turístico muito mais avançado e criativo do que nós. Mas nós brasileiros não precisamos portar moedas estrangeiras ou falarmos outros idiomas para viajarmos dentro de nosso país. Basta haver uma informação prévia, se precaver para eventuais circunstâncias acidentais e escolher um destino brasileiro. Com um pouco de criatividade e um espírito de aventureiro, podemos encontrar verdadeiros tesouros esquecidos.

Nesta época do ano em boa parte do Brasil o frio prevalece; tem lugares tão frios que deixariam um pingüim com dores nas juntas. Do Sudeste até o Norte; raras são as pessoas que já sentiram o frio que costuma fazer nesta época em lugares como o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Uma boa dica é: você que mora no Nordeste, Norte e Centro-Oeste que desejam viajar nestas férias e quer conhecer um Brasil diferente, basta procurar uma cidade do Sul. No Paraná há bons aeroportos e vôos constantes; Curitiba e Foz do Iguaçu são os principais e de uma ou da outra cidade, você terá bem pertinho os mais variados destinos. Florianópolis, Navegantes e Blumenau são os principais aeroportos de Santa Catarina e neste Estado também há destinos incríveis. São Joaquim do Sul em SC costuma ser a cidade mais gelada do Brasil e a neve também costuma aparecer por lá para fazer a alegria dos incrédulos! Quem se aventurar pelos pampas gaúchos, a partir de Porto Alegre fica fácil se locomover pelo Estado inteiro e o que não vai faltar são motivos para permanecerem alguns dias a mais!

Quem mora no Sul do Brasil conhece bem as belas praias da região; Torres, Bombinhas, Balneário Camboriú, Piçarras, Ilha do Mel, enfim, do Chuí até os limites paulistas há belos recantos naturais, mas o frio impede que a diversão seja completa. Já no Nordeste pode ter um pouco de chuva, mas o calor é de rachar. Eu acabei de chegar do litoral baiano e estive até pertinho de Sergipe; posso dizer que dos nove dias que permanecei com minha família, apenas um dia choveu, mas a temperatura da água estava elevada e havia milhares de pessoas na areia da praia.

Da Bahia até o Ceará o turista pode curtir adoidado e conhecer aquilo que há de melhor na região por um preço justo e sem as tormentas da especulação do verão. Se preferir ir de carro e conhecer quase todos os estados nordestinos, saibam que de Salvador até Fortaleza pelo litoral, são cerca de 1600 km; neste caso você conhecerá em dois dias a Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará; se quiser dar uma esticadinha até São Luis e conhecer também o Maranhão, acrescente mais 1000 km e passe também pelo Delta do Parnaíba; nesta viagem lúdica e inesquecível, o aventureiro terá conhecido em uma semana todos os nove estados do Nordeste; se preferir ficar 15 dias; então terá um livro de histórias para escrever e contar aos amigos; com um pouco de sorte também, agora em julho, você ainda pode encontrar algum resquício do forró junino e cair na festa...

Mas tem gente que já conhece o frio, paisagens, comidas e artesanato do sul; pessoas que também já conhecem todos os prazeres do Nordeste; por que não viajar então para o Centro-Oeste? Brasília tem história e diversão; quem não quiser enfrentar a aventura urbana poderá se aventurar pelos encantos do Pantanal, Bonito, Chapada dos Guimarães, Chapada dos veadeiros, Goiás Velho e muitas outras cidadelas e parques riquíssimos em história e farto de natureza. Eu conheço um pouco de cada Estado desta região, mas este pouco que conheço me credencia em afirmar que tudo é barato, bonito e bom; no Centro-Oeste há desde o mais luxuoso e requintado ao mais simples e aprazível, basta que você faça uma pequena pesquisa para encontrar o lugar de seus sonhos num orçamento que caiba em seu bolso!

Os Estados do Norte também tem suas belezas intrínsecas; coisa que não costumamos ver nem em filmes; no Pará, bem pertinho de Belém tem praias doces que não perdem em nada para Copacabana e para mim há dois fatores fortes e inspiradores; a comida é inigualável e por onde se olha há florestas. Manaus e os arredores também oferecem motivos inimagináveis e indescritíveis; aos que disporem de mais tempo de curtirem mais aventura podem viajar para o Acre, Roraima, Rondônia e Amapá. Cada um destes recantos irá lhe proporcionar mil motivos para estar e voltar; e o que é melhor de tudo: internamente gastando bem menos que no restante do Brasil!

Falei de quase tudo do Brasil, mas não me esqueci do Sudeste; Minas Gerais tem as cidades históricas, serras, montanhas, fazendas e o estonteante Rio São Francisco; experimente um pouco do novo e procure por Casa Branca, pertinho de Belo Horizonte; é um lugar incrível e paradisíaco com inúmeras pousadas e restaurantes no meio de uma reserva natural na Serra do Rola Moça; eu sempre fico no Chalé de Casa Branca da simpática Darci (31) 3575.3450 (www.chalecasabranca.com.br) que conta com um restaurante, pousada e uma cascata pertinho do hotel. São Paulo também reserva lugares incríveis no interior, da mesma forma que o Rio de Janeiro. O Espírito Santo tem cidades maravilhosas para quem gosta de curtir um clima europeu. Pode ser que nesta época do ano o Sudeste não seja tão atrativo, porque as praias estão turbulentas e frias, mas também com um pouco de aventura e criatividade você consegue um lugar diferente de tudo aquilo que você já conheceu; basta pesquisar!

Pode parecer esnobe de minha parte afirmar que conheço quase bem um punhado de países de 4 Continentes; conheço também os 26 Estados e o Distrito Federal; conheço neste brasilzão um pouco de floresta virgem, praias paradisíacas, cidades históricas, centros urbanos modernos e zonas rurais maravilhosas; me orgulho em dizer que literalmente conheço do Oiapoque ao Chuí, mas sempre que desejo fazer algo diferente a minha primeira opção ainda é o Brasil. No último feriadão eu e minha esposa discutíamos onde ir; curtir frio no Uruguai ou o calor do Nordeste; acabamos no interior do meu Nordeste querido e para nossa surpresa, numa cidade onde eu jamais imaginei em ficar a cabei descobrindo mais uma alternativa para visitar. Ficamos uma noite em Baixa Grande, interior da Bahia num recuo das grandes festas juninas; descobrimos uma pousada boa, limpa e muito barata (Pousada Consolo) da simpática Helenice; este fato somente reitera minha tese que ainda temos 90% de Brasil a explorar; só falta pesquisa, criatividade e imprevisto como o meu...

Nestas férias de julho saiba escolher seu destino e programe-se para não congestionar aeroportos, estradas e hotéis. Seja no Brasil ou no exterior o que vale mesmo é que você vá e volte trazendo boas histórias, mas se você ficar aqui no Brasil o mercado interno e os trabalhadores do Brasil agradecerá!


Carlos Henrique Mascarenhas Pires

A foto mosaico é uma criação exclusiva minha!



Comentários 0



Nossos Parceiros

© Copyright 2011 - Crônicas do Imperador. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento de sites