Vídeo em Destaque

+ Mais videos

Enquete

LULA SERÁ PRESO?
Crônicas do Imperador
na Rede

O ROUBO DO SÉCULO - O CRIME (RE) COMPENSA

Quinta feira, 15 de Fevereiro de 2007
O ROUBO DO SÉCULO - O CRIME (RE) COMPENSA

Quando eu era criança em Feira de Santana e morava com meu pai, ele cansava de me dizer que se eu fumasse maconha eu morreria; que eu jamais pusesse as mãos naquilo que não era meu, para que eu não ficasse “o resto da vida na cadeia” ou que eu jamais impusesse qualquer tipo de autoridade para ganhar algo a mais, pois eu poderia pagar com a mesma moeda um dia. Eu creio que em parte o Sr. Humberto Pires tinha razão; o estilo militar do meu “velho” queria mesmo que eu fosse uma pessoa honesta e que as drogas não me levariam a nada. Tudo de honestidade ele ainda tem (graças a Deus) plena razão, mas hoje eu começo a ver que o mundo peregrina para ensinar a todos nós uma outra história e chegar à máxima de Ruy Barbosa de que um dia teríamos vergonha de nos assumirmos honestos. Vejam os casos da Coréia do Norte e da Bolívia:

A Coréia do Norte, que desde a década de 40 vive uma política autoritária e facínora, ameaçou o mundo com suas bombas nucleares desde o estabelecimento do regime e hoje, após desafiar publicamente o xerife estadunidense, recebeu uma espécie de anistia e galardão, dinheiro e comida. O país arrastado que sobrevive do sangue e do suor de um povo de mentalidade atrofiada e incapaz de lutar, agora disse (apenas disse) que fechará uma de suas usinas nucleares em troca de alguns bilhões de dólares oferecidos pelo governo Bush.

Embora esta dinheirama saia dos cofres abarrotados dos anglo-saxões americanos, com certeza, logo-logo o xerife do globo inventará um modo de recuperar o investimento; ou seja, eles prometem e nós pagaremos de alguma forma, eu digo “nós” porque os Estados Unidos pode (e vai fazer em breve) alguma artimanha para recuperar a “esmola” e como eles são quem mandam nas economias do mundo...

O extraterrestre com cara de chinês, Kim Jong II, “dono” da Coréia do Norte, sente desde o reinado do sei pai, as atrocidades e as roubalheiras aplicadas pelo seu genitor e hoje, no ápice da sua regência, ele come, vive, dorme, ama, transa e defeca a oportunidade de ameaçar o mundo com a sua tecnologia (????) nada comprovada da ameaça nuclear.

Países como os Estados Unidos, Rússia e França já tentaram um acordo que pusesse fim a corrida nuclear norte coreana, mas nada de concreto surgiu e o louco presidente do país, continua com suas brincadeiras de enviar foguetes nucleares e testar bombas em solo, para mostrar ao mundo que ele sim podia destruir tudo isso, ao contrario do Irã que só fala.

Para Kim, o crime compensou. Todos aqueles que morreram durantes os mais de 50 anos de ditadura psicopata socialista compactada pelo seu pai, somados aos seus anos de regência política de igual teor, enfim tiveram a recompensa que ele imaginava. Os Estados Unidos, após a ação fracassada no Iraque, ficaram com medo e mandaram pagar-lhes uma soma altíssima em troca de “uma conversa amigável”, ou um “cala boca”.

Aqui no Brasil não é diferente, o Presidente Lula que apoiou Èvo Morales para presidente da Bolívia, viu sua brandura pelo índio ir por água abaixo. Primeiro o lunático boliviano ameaçou nacionalizar as fontes energéticas, mesmo que elas estivessem sendo exploradas por empresas internacionais por força de contrato (também internacional), mas o barbudo do Brasil ficou incógnito aos “torpedos” do índio boliviano; depois o indiozinho ganhou as eleições e logo nos primeiros dias de mandato, cumpriu o prometido e mais uma vez o Brasil, maior investidor dos recursos energéticos bolivianos, tentou em vão um acordo que desfizesse a desapropriação das refinarias da Petrobras.

Após alguns dias, houve um monte de conversas fiadas, misturadas com promessas futuras de ingresso no Mercosul e um aval sem vergonha de Hugo Chaves, outro pilantra de marca igual ao indígena boliviano, e os ânimos se acalmaram, mas esta semana, Morales veio ao Brasil cobrar de Lula uma conta cara. O índio que brinca de presidente cobrou e o Presidente Lula engoliu sem lubrificar a “goela”, o preço da medida internacional de gás (BTU) quatro vezes mais do que era cobrado, ressalvando e registrando que por acordo e contrato internacional celebrado entre a Petrobras e o Governo da Bolívia.

Uma empresa privada que explora este tipo de gás para gerar energia elétrica no Mato Grosso também mantém um contrato com o Governo brasileiro que sustentou o preço em nome daquele contrato; agora o presidente da empresa disse publicamente que, ou o povo consumidor paga ou o governo cobre os custos, mas o nosso Chanceler Celso Amorim em entrevista disse que a conta de luz dos mato-grossenses somente subiria 0,2%, daí criou-se uma dúvida temerosa: se o gás de Evo que custa pouco mais de U$ 1,00 por BTU subiu para mais de U$ 4,00 e o principal consumidor é esta empresa do Mato Grosso, como, em Deus, o consumidor só assumirá 0,2% desta operação? Quem pagará o restante desta conta néscia assumida por Lula em favorecimento à Bolívia?

Às vezes eu imagino que Lula já esqueceu de onde veio e o que passa pela mesa dos nordestinos nos 365 dias do ano; penso que a febre do poder atingiu a cabeça do presidente ao ponto dele não medir as conseqüências que uma negociação desta pode acarretar para todo o país; às vezes eu penso que Lula além de beber uma branquinha, fuma cogumelos estragados e aceita estas titicas impostas por nossos vizinhos, em especial os quadrúpedes mal intencionados da Bolívia e Venezuela.

O que Morales está fazendo é ameaça sem vergonha e se fiando na necessidade brasileira do seu gás natural, aliás, não só do Brasil como da Argentina, mas os argentinos possuem uma história rica, em porcarias que já fizeram, ao longo de cem anos de políticas monetárias falidas, ao ponto de pôr a nação em bancarrota inúmeras vezes. Não que eu pense que o Brasil poderia declarar guerra a Bolívia, mas com certeza poderíamos levar o tema a discussão no Tribunal Internacional de Haya ou propor sanções comerciais na ONU. O preço que o Brasil pagava pelo gás boliviano poderia não ser o justo para os padrões internacionais, mas o Brasil foi quem investiu naquele país nas ultimas décadas, criando emprego, renda e perspectiva a uma multidão de miseráveis e depois que tudo foi concluído, a Petrobras implantada e produzindo muito, nada mais justo que tivéssemos uma parcela dos lucros, afinal o acordo feito entre as duas nações para a exploração do gás, foi uma espécie de Caracu, onde a Bolívia entrou com a CARA e o Brasil com o resto.

Evo Morales é vigarista, na mais alta acepção da palavra e confia no dinheiro e armas de Hugo Chávez e agora recente, na política medíocre do “menininho de recados” do Equador que pensa que é gente e também brinca de presidente pop star; o pior é que não estamos fazendo nada; nosso Chanceler põe selo nos acordos que invalidam os contratos já firmados e nosso aspirante a ONU, Lula, em nome da PAZ entre os povos e uma generosidade infeliz, assina em branco uma nota promissória internacional que poderá comprometer os nossos sonhos de nos tornarmos uma nação menos dependente das demais.

Revendo as histórias recentes de Lula, Evo Morales e Hugo Chávez, me leva a crer que de fato o Crime Compensa e dá recompensa (a quem os pratica). Lula tratou a questão como um ato GENEROSO; uma generosidade de 100 milhões de dólares somente neste ano de 2007. Para se ter uma idéia da generosidade brasileira com os “hermanos” bolivianos, com 100 milhões de dólares nós poderíamos fazer aqui 15 mil casas populares, que abrigaria cerca de 60 mil pessoas. Patrocinar o projeto dos outros com dinheiro que não nos pertence é muito fácil...muito fácil.

Todos os povos necessitados precisam mesmo serem ajudados por quem possua um pouco mais, mas eles precisam entender que PRIMEIRO TEMOS QUE CUIDAR DA NOSSA DESVENTURA, para depois pensarmos em versar da desdita alheia.

No código penal brasileiro, em seu artigo 288, quando três ou mais pessoas se associam para a prática delituosa se dá o nome de FORMAÇÃO DE QUADRILHA, com pena de 1 a 3 anos de reclusão e se a “turma” estiver aramada a pena aplica-se em dobro, mas para a sorte de muita gente, o povo costuma dá poderes aleatoriamente e muitas vezes repetem a burrice por séculos e não podemos aplicar algumas leis contra eles.

 

Carlos Henrique Mascarenhas Pires



Comentários 1

EDMAR FERREIRA

Quarta feira, 26 de Outubro de 2011, às 06:21
Caro irmão .`. Carlos Henrique, li atentamente e sinto que voce coloca a verdade de ontem e hoje. Meu Pai tem 89 hoje, é lembro da formação que meu pai ensinar juntamente com minha mãs[e de 85 anos, honestidade, respeito pessoas idosos, respeitar a professora, não fumar e uma religião na vida. No seu artigo voce fala quando morava em Feira de Santana(maior cidade da Bahia), seu pai já cuidava de voce mostrando as males que a drogas ia fazer na sua vida. Seu pai é um homem abrancoado da graça de Deus ou seja os nossos pais são abencoados como se dizia o (meu Professor Arisvaldo Benevides de Direito Tributário da Unime/Itabuna na sala de aula, EU TENHO O ORGULHO DO MEU PAI, PORQUE ME ENSINOU A VIVER NA HONESTIDADE. PROFESSOR FALAVA PORQUE O PAI DELE VIVEU UMA VIDA DE DIFICULDADES E VENCEU AS INTEMPERIAS DO TEMPO COM MUITA LUTA SEM PASSAR POR CIMA DO OUTRO) Desejamos a voce Carlos e sua Familia saúde, paz e prosperidade. Ruy Barbosa afirmou que: "a família é célula Mater da socidade". A família é de fato a primeira sociedade da qual se faz parte. Ela é a mais importante. A única que tem laços indissolúveis. Nela se vive a maior parte da existência. Nela se pode desenvolver talentos naturais e dons espirituais. Abraço fraternal de Edmar e Sílvia.



Nossos Parceiros

© Copyright 2011 - Crônicas do Imperador. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento de sites