Vídeo em Destaque

+ Mais videos

Enquete

LULA SERÁ PRESO?
Crônicas do Imperador
na Rede

GIBRAN KHALIL EM: OLHAR, BEIJO E CASAMENTO

Terça feira, 10 de Agosto de 2010
GIBRAN KHALIL EM: OLHAR, BEIJO E CASAMENTO

357 – LITERATURA – Gibran Khalil Gibran muitos o conhece apenas pelo nome; poucos pararam um segundo de suas vidas para ler algo escrito por este extraordinário libanês que viveu nos Estados Unidos. Ensaísta, filósofo, prosador, poeta, conferencista e pintor; Khalil Gibran nasceu iluminado e notabilizou-se a vida inteira até sua morte em 1931 em Nova Iorque. Seus escritos, contaminados de profunda e cristaliza beleza, inspirava quem lia a elevar a alma, ao mais alto pino da sabedoria. Seu dom natural e sua espiritualidade conquistaram multidões no mundo inteiro e o fez imortal perante a história.

 

Sua vida curtíssima de 48 anos, Khalil Gibran produziu obra literária acentuada e artisticamente marcada pelo misticismo oriental, com traços marcantes voltados ao transcendental e o hermetismo, por esta razão alcançou uma popularidade quase inédita para uma pessoa jovem de sua época. Romântico por natureza e influenciado por enormes fontes do contraste bíblico como Nietzsche e William Blake, Khalil sempre tratou de assuntos como o amor, a amizade, a morte e a natureza como totens principais da vida.

 

O Livro “O Profeta”, sua principal obra literária o fez uma espécie de mago e naturalmente o colocou num trono de raro valor perante milhões de seguidores e leitores. Em “Asas Partidas” Khalil Gibran fala de sua primeira experiência do amor, um amor diferente que pode facilmente ser traduzido como cristalino e ingênuo; amor este que somente os mais puros e iluminados conseguem enxergar e traduzir.

 

Mansour Chalita foi o responsável pela tradução das obras de Khalil Gibran para a língua portuguesa e o do lado de cá do Equador o que não falta é leitor deste homem que conheceu as duas faces de Eva, a bela e a fera; que nasceu árabe e morreu cidadão do mundo e que provavelmente fará influência desde a sua época até quando nós, simples mortais, estivermos buscando as palavras certas para as respostas do desconhecido; o eterno segredo da vida!

 

Diz a mística antiga e venerável que todo aquele que alcança a plenitude do conhecimento já não é mais digno de viver num lugar tão estranho como a Terra; ele evolui e passar a fazer parte do cosmo; não o cosmo como da forma das estrelas e da vastidão, mas o cosmo na singeleza mística de onde tudo provém das respostas para todos os enigmas. Por este prisma lacônico e austero, posso afirmar que Gibran Khalil Gibran, o profeta de nosso tempo, deixou muito mais do que versos e textos; ele deixou uma oportunidade de paz para os que podem lê-lo e interpretá-lo e isso por si só já é um universo e uma das respostas para a imortalidade.

 

Como forma de levar os conhecimentos e ensinamentos deste vulto mundial, pouco conhecido das multidões; faço algumas homenagens republicando seus textos, esperando que um leia e envie para outros e assim sucessivamente. Vejam o que o Profeta moderno falou sobre o primeiro olhar, o primeiro beijo e o casamento!

 

Do Primeiro Olhar

 

É aquele momento em que a Vida passa da sonolência para a alvorada. É a primeira chama que ilumina o íntimo mais profundo do coração. É a primeira nota mágica arrancada das cordas de prata do sentimento. É aquele momento instantâneo em que se abrem diante da alma as crônicas do Tempo, e se revelam aos olhos as proezas da noite, e as vozes da consciência. Ele é que abre os segredos da Eternidade para o futuro. É a semente lançada por Ishtar, deusa do Amor, e espargida pelos olhos do ser amado na paisagem do Amor, depois regada e cuidada pela afeição, e finalmente colhida pela alma.

 

O primeiro olhar vindo dos olhos do ser amado é como o espírito que se movia sobre a face das águas e deu origem ao céu e à terra, quando o Senhor sentenciou: "E agora, vivei!"

 

Do Primeiro Beijo

 

É o primeiro gole de néctar da Vida, numa taça ofertada pela divindade. É a linha divisória entre a dúvida que engana o espírito e entristece o coração, e a certeza que inunda de alegria nosso íntimo. É o começo da canção da Vida e o primeiro ato do drama do Homem Ideal. É o vínculo que une a obscuridade do passado com a luminosidade do futuro; é a ponte entre o silêncio dos sentimentos e a sua própria melodia. É uma palavra pronunciada por quatro lábios, proclamando o coração um trono, o Amor um rei e a fidelidade uma coroa. É o toque leviano dos dedos delicados da brisa nos lábios da rosa — pronunciando um longo suspiro de alívio e um suave gemido.

 

É o começo daquela vibração mágica que transporta os amantes do mundo das coisas e dos seres para o mundo dos sonhos e das revelações.

 

É a união de duas flores perfumadas; e a mistura de suas fragrâncias, para a criação de uma terceira alma.

 

Assim como o primeiro olhar é uma semente lançada pela divindade no campo do coração humano, assim o primeiro beijo é a primeira flor nascida na ponta dos ramos da Árvore da Vida.

 

Do Casamento

 

Aqui o Amor começa a traduzir a prosa da Vida em hinos e cânticos de louvor, com música que é preparada à noite para ser cantada durante o dia. Aqui a força do amor despe-se dos seus véus, e ilumina todos os recessos do coração, criando uma felicidade que só é excedida pela da Alma quando se encontra com Deus.

 

O casamento é a união de duas divindades para dar nascimento a uma terceira na terra. É a união de duas almas num amor tão forte que possa abolir qualquer separação. É aquela superior unidade que junta as metades antes separadas, de dois espíritos. É o elo de ouro de uma cadeia cujo começo é um olhar, e cujo fim é a eternidade. É a chuva pura que cai de um céu perfeito para frutificar e abençoar os campos da divina Natureza.

 

Assim como o primeiro olhar entre os que se amarão é como uma semente lançada no coração humano, e o primeiro beijo de seus lábios uma flor nos ramos da árvore da vida, também a união de dois amantes pelo casamento é como o primeiro fruto da primeira flor daquela semeadura.

 

Nos próximos capítulos republicarei outras pérolas importantes dele!

 

 

Carlos Henrique Mascarenhas Pires

WWW.irregular.com.br

 

 



Comentários 0



Nossos Parceiros

© Copyright 2011 - Crônicas do Imperador. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento de sites