Vídeo em Destaque

+ Mais videos

Enquete

LULA SERÁ PRESO?
Crônicas do Imperador
na Rede

FRIENDS FOREVER

Quarta feira, 25 de Novembro de 2009
FRIENDS FOREVERFRIENDS FOREVER

Contra fato não há argumento! O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, odiado pelo mundo, criticado por tantos e amado por um punhado, disse que vinha e veio ao Brasil. Danem-se os críticos e os intelectuais!

 

Polêmico, ácido, frio, mal-intencionado, dissimulado e calculista, dentre tantas pérolas malévolas de provocação o homem da Guarda Revolucionária iraniana que se mantém no poder através de uma eleição fraudulenta e da determinação do Conselho dos Guardiães, afirma não ter havido o holocausto, determina a matança de gays como se fosse os homossexuais uma doença contagiosa, suprime com dor e sangue toda religião que não seja a sua, promete varrer Israel do mapa e ameaça o mundo com provocações nucleares.

 

Antes de sua chegada ao Brasil ele já havia ameaçado vir, mas segundo informações muito próximas do Planalto, Lula preferiu encenar um teatrinho para que o povo e seus críticos fossem se acostumando com a idéia e a visita. A aparição foi abortada e uma nova data marcada.

 

Naquela ocasião, início de 2009, eu vi pelos telejornais alguns congressistas na porta da Embaixada do Irã em Brasília segurando cartazes de protesto contra a visita de Ahmadinejad; dentre os protestantes estavam alguns parlamentares do PSOL; aquele pessoal que às vezes é contra Lula, às vezes é a favor e que são liderados pela ex-Senadora e eterna presidenciável Heloisa Helena; os mesmos parlamentares que são contra as atrocidades de Ahmadinejad, mas que apóiam os assassinatos do fugitivo e terrorista italiano Cesare Battisti e torcem para que ele fique no Brasil; paradoxal, mas verdadeiro!

 

Uma semana antes de Ahmadinejad pisar em solo brasileiro, com o apoio de Lula e as pompas que nosso dinheiro pode pagar, o jornalista, aliás, sem puxa-saquismo, brilhante, Willian Waak da Rede Globo, voou até Teerã para entrevistar aquele que já é considerado o Hitler do Século XXI. A entrevista foi ao ar no Jornal da Globo, que é apresentado pelo próprio Willian Waak e em alguns pontos mostra um Ahmadinejad paciente, sorridente e até benévolo, mas quem viu a explicação do jornalista, que conta os bastidores da entrevista e as cenas que não foram ao ar, com certeza terão opiniões diferenciadas.

 

Há anos que todos sabem da existência de uma súcia de terroristas que se forma escancaradamente e que têm entre os complementares, Hugo Chávez e Ahmadinejad. Gente que estão se unindo em nome de uma conversa fiada de retaliação ao “Imperialismo Yankee”. Asneiras e estrume que andam juntos e que só arrebatam seguidores analfabetos; quem acredita nesta idiotice acéfala só podia ser seguidor deste tipo de malfeitor que se intitula líder de um país.

 

Ahmadinejad veio ao Brasil com a pretensa conversa de troca de amenidades e cooperação comercial, mas isso foi à camuflagem, porque a intenção real foi mostrar aos EUA que eles conseguem ferir os acordos internacionais e as resoluções da ONU. Acordos e resoluções que impedem nações em desenvolver tecnologia nuclear para fins que não sejam necessários, como a produção de eletricidade.

 

Ahmadinejad que é hostil com todos aqueles que não leiam e comunguem de sua cartilha nefasta atribuiu a Lula a condição de “muito amigo” e parceiro leal; “o cara” que joga de todos os lados e que sequer sabe, entende ou traduz quais são os desígnios deste ou daquele comandante popular; o Presidente que conhece a história, mas somente a sua.

 

A visita do presidente do Irã ao Brasil foi para mim uma decepção interna; antes dele chegar os grupos pelos quais Ahmadinejad quer mandar matar, como judeus, gays e minorias religiosas, ameaçaram sair nas ruas em protesto, mas o que se viu foi silêncio; para mim isso é conivência e é aí que mora o perigo. Ninguém sensato duvida que se amanhã aparecer algum candidato apoiado por Lula, posando ao lado da foto de Ahmadinejad, estas mesmas pessoas que se dizem insatisfeitas votem nele. Isso é o Brasil!

 

Não pensem os senhores que qualquer tipo de atitude ou manifesto contra o governo Lula, que ele, o Presidente, dará qualquer importância ou esboce qualquer sentimento. Tudo que é escrito ou falado sobre os cagaços petistas, com ou sem fundamento, entra por um ouvido e sai por outro, seja de Lula ou de qualquer um de seus lacaios; isso porque o povo brasileiro tem a demência de criticar e na primeira eleição, esquece-se e vota novamente naquele que criticou. É fato!

 

Mas e o que diz o Presidente Lula? O Presidente do Brasil afirmou que apóia o desenvolvimento de tecnologia nuclear pelo Irã, desde que seja para fins pacíficos. Quem acredita nisso? Eu tenho absoluta certeza que Lula acredita que Ahmadinejad está criando uma bomba atômica apenas para soltá-la durante os festejos juninos daquele país; tenho certeza que Lula acredita em fadas, duendes, mas não rasga dinheiro nem come fezes!

 

A história de cooperação comercial é a maior mentira de que alguém pode querer que outro acredite; o Irã tradicionalmente produz tapetes excepcionais e petróleo, mas que não é de grande quantidade como se imagina, prova disso é o PIB do lugar que não chega a U$ 600 milhões e U$ 7 mil de renda per capita.

 

O povo iraniano é sensacional e possui características impossíveis de se enxergar em qualquer outro povo, mas desde que não sejam alucinados e de cérebros atrofiados pelos líderes religiosos; eu não quero afirmar que os islâmicos são radicais, mas os que dão mais importância ao Líder Supremo do que ao próprio Alah, estes sim são perigosos e desumanos e a prova disso é o próprio Ahmadinejad.

 

Se as alianças continuarem sendo costuradas em torno do Irã e Venezuela, em breve terá a liga do mal que se diz do bem, com Irã disputando em breve a liderança com Venezuela e um bando de imbecís desmiolados rindo atrás da fila, dentre estes, o Brasil, Bolívia, Equador, Paraguai, Líbia, Síria, Sudão, Guatemala e outros insignificantes.

 

Depois ainda perguntam por que os países da Comunidade Européia, América do Norte, Oceania e alguns poucos da Ásia possuem padrão de vida melhor e qualidade cultural superior a nossa! A resposta é clara e óbvia; ao invés de nos preocuparmos com os problemas internos e concentrar nossas forças na busca de soluções, perdemos tempo seguindo idéias de gente como Ahmadinejad e Chávez.

 

Com tudo que escrevi, não quero incitar nenhuma guerra contra o Irã; pelo contrário, devemos manter toda e qualquer relação de boas amizades, mas ser amigo de Ahmadinejad hoje, dos males, este é o pior e todo mundo sabe disso, menos Lula!

 

 

Carlos Henrique Mascarenhas Pires

www.irregular.com.br

 

Foto 2: France Press – Manifestantes contra Ahmadinejad que foram mortos por enforcamento.

 

 



Comentários 0



Nossos Parceiros

© Copyright 2011 - Crônicas do Imperador. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento de sites