Vídeo em Destaque

+ Mais videos

Enquete

LULA SERÁ PRESO?
Crônicas do Imperador
na Rede

DEPILAÇÃO ÍNTIMA

Sexta feira, 13 de Setembro de 2013
DEPILAÇÃO ÍNTIMA

Até pouquíssimo tempo atrás, o tema era um dos maiores tabus; até as pessoas casadas evitavam falar sobre “depilação pubiana” um com o outro, mas agora tudo mudou; tem até catálogo para determinar um exemplo de como vai ficar sua púbis após a intervenção destes novos profissionais, os depiladores; que em grande maioria são mulheres... 

A remoção dos pelos pubianos, ou depilação intima, ou ainda, depilação pubiana, na Europa é comumente chamada de "depilação biquíni", é a depilação dos pelos do corpo e em torno da região pubiana, mais comumente em mulheres, pelo uso de cera quando a pessoa tem acesso a locais apropriados e confiam em outras pessoas para fazê-lo; mas 99% das pessoas, ou não fazem nada, ou utilizam lâminas de barbear; embora os aparelhos de corte de cabelo estejam bem em moda por causa dos preços baixos! 

Os pelos púbicos podem ser removidos de várias maneiras, incluindo ceras, lâminas, aparelhos elétricos, raio laser ou usando cremes depilatórios químicos. O pelo que não é removido pode ser aparado. Apesar de ser associado principalmente com as mulheres, os homens às vezes também removem os pelos pubianos, mas dos homens que se permitem isso, acredita-se que mais de 99,9% deles o façam em casa, em geral, oculto até mesmo de suas parceiras. 

As técnicas todo mundo ou conhece ou sabe, mas o que poucas pessoas comentam é sobre o formato. – Como é que a púbis vai ficar depois da depilação? Isso ainda é quase um tabu e ninguém quer comentar sobre o tema. As pessoas que se permitem depilar, em geral mulheres, preferem quase sempre o formato decrescente dos biquínis. Os pelos pubianos, que podem tornar-se visíveis em torno da área da virilha de um traje de banho, o que é amplamente e culturalmente reprovado e geralmente considerado antiestético, indesejável e embaraçoso, às vezes é removido; no entanto, algumas pessoas também removem pelos pubianos, que não está exposto, por razões estéticas, porque acham mais bonito o visual ou ainda, sexy! 

A linha do biquíni é uma linha imaginária na região do púbis de uma mulher que delineia a parte que normalmente seria abrangida pela parte de baixo destes trajes. No contexto da depilação, é geralmente aceito para descrever qualquer pelos pubianos visível para além das fronteiras do tecido do traje de banho ou roupa íntima. A depilação também é geralmente realizado na parte superior da perna, para deixa-las como um aspecto mais agradável. 

Alguém já parou para imaginar como isso tudo começou? Será que a depilação íntima é algo novo ou remonta de milhares de anos? 

Pois bem! Atualmente nas sociedades do Oriente Médio, a remoção dos pelos do corpo feminino tem sido considerado sinal de boa higiene, exigidas pelas autoridades aduaneiras locais, há muitos séculos. No Islã, isso é conhecido como um ato de Fitrah. Evidências de remoção de pelos pubianos na Índia antiga remonta a 4000 a 3000 a.C., e os métodos não mudaram muito para além do material utilizado. Já a remoção dos pelos pubianos da mulher ocidental se tornou mais comum quando passou-se a utilizar maiôs e biquínis pequenos. Até metade do Século XX, as mulheres ocidentais, em sua maioria, deixam estes pelos crescerem e o máximo que faziam, quando havia cultura de higiene, era uma poda simples e superficial. As primeiras fotografias que se conhece que enfocaram nos formatos das virilhas femininas depiladas, datam de 1945, porque até então, sequer se falava a respeito disso. Em seguida, com as alterações nos estilos e formatos de lingerie, também estimularam a depilação íntima ao longo dos anos. 

As lojas especializadas em depilação íntima, em geral não estimulam seus clientes a adotarem este ou aquele estilo ou formato, mas há muitas destas lojas de estética que possuem cardápios extensos com formatos e até, acreditem, tratamento específicos para os pelos pubianos. 

Para alguns, pode ser engraçado e embaraçoso, mas para muitas pessoas é um tema simples e corriqueiro. A pessoa que cultua este tipo de estética pode classificar vários estilos, desde o mais básicos até o mais complexo; alguns recebem nomes próprios. 

Após algumas pesquisas, descobri que estes estilos viriam de acordo com cada cultura. Há uma predominância em cada região da Terra por um estilo específico; e é óbvio que não são todas as pessoas que aderem, mas nos Estados Unidos, por mero exemplo, as mulheres fazem a remoção de apenas o pelo púbico que é exposto por um biquíni de praia, dependendo do estilo da roupa. Para um biquíni, seria o pelo da parte superior das coxas e abaixo do umbigo. Também é conhecido como depilação biquíni básica. Este é o estilo mais clássico! 

As francesas, liberais há muito mais tempo do que todas as outras mulheres do planeta, deixam uma tira vertical na frente. Muitos chamam este formato de pista de pouso, de dois a três dedos muito acima da vulva; já os pelos da área perianal e dos lábios vaginais, em geral, para as francesas, podem e são removidos; e isso já recebe outro nome: "depilação Playboy". 

No Brasil a depilação mais usual, segundo as esteticistas, é a remoção integral de todos os pelos púbicos, vulgarmente chamado de “lisinha”. Este estilo envolve a remoção de todos os pelos na região pélvica, frente e verso, embora às vezes, as mulheres deixam uma finíssima faixa vertical de pelos no púbis. Este preferência ocorre, na maior parte das vezes, em regiões onde as mulheres banham-se em praias, porque pode ser usado por aquelas que usam biquínis fio dental. As clínicas de estética que oferecem o serviço de depilação afirmam que quem escolhe por este estilo, também utiliza da remoção de pelos das nádegas e do adjacente ao ânus, períneo e vulva. 

Lendo um artigo do O antropólogo Desmond Morris, ele identificou outros estilos de depilação:

Triângulo: Todos os pelos pubianos são removidos, exceto por um triângulo cortado abruptamente com o ponto central inferior visando o início dos órgãos genitais. É descrito como "uma seta apontando o caminho para o prazer"!

Bigode: Tudo é removido, exceto por um amplo trecho retangular grande um pouco acima do topo na parte superior da fenda genital. Isso às vezes é chamado de "Bigode de Hitler", por vezes, "Bigode de Chaplin". 

Coração: O topete principal púbico é moldado em um símbolo do coração e pode ser tingido de outras cores. Este é um estilo popular para o Dia dos Namorados, apresentado como uma surpresa erótica para um parceiro sexual! 

Inúmeros outros formatos também são adotados por pessoas mais liberais; e exige-se um cuidado para a manutenção do formato em menor tempo. No site Wild Styles Guide, de uma grande clínica de estética da Europa, apresenta formatos bem curiosos, como o Chafariz, as Asas de Águia, a Flor de Lotus, a Chama do Amor, o Cacto, a Flor de Lis, a Gravatinha, o Paz e Amor, o Raio, o Coração Partido, Seta para Cima, Seta para Baixo, o sinal de interrogação, o sinal de exclamação, a Fumaça do Prazer, o Sorriso, a Pata de leoa, o “X”, Asa Delta, Estrela, Coelho Playboy, iniciais das letras do nome, Fechadura, Maçã Mordida, Borboleta, Lua, Ursinho, Flecha, o símbolo matemático “pi”, os Chifres do Diabo e acreditem, até a forma da logomarca Armani; dentre outras tantas muito criativas e engraçadas. 

A depilação íntima se tornou uma questão de higiene. Muito embora alguns médicos digam o contrário, depilar, deixando a púbis “lisinha”, deixa a região mais ventilada e previne a proliferação de fungos, mas quem vai num local específico para se depilar, com certeza, o faz por uma questão se sensualidade... 

Aquilo que era um Tabu, pelo visto, como a maioria das coisas deste novo Século, deixou de ser. O que pode ser encarado por muitos, apenas como um símbolo de erotismo, para outras é como se vestir de forma diferente; um prazer análogo aos dos homens que gostam de barba e bigode, porque cuidam destes pelos com muito desvelo; e para os que curtem as formas e os cuidados com os pelos pubianos, com certeza, deve haver razões inusitadas para isso! 

 

Carlos Henrique Mascarenhas Pires



Comentários 0



Nossos Parceiros

© Copyright 2011 - Crônicas do Imperador. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento de sites