Vídeo em Destaque

+ Mais videos

Enquete

LULA SERÁ PRESO?
Crônicas do Imperador
na Rede

CADÊ A CARIDADE CRISTÃ DO NATAL?

Quinta feira, 14 de Dezembro de 2006
CADÊ A CARIDADE CRISTÃ DO NATAL?

Taí um tema que eu sempre quis escrever mas nunca tive coragem, o Natal. Primeiro que eu acho uma tremenda sacanagem esta história de Papai Noel, renas, trenós, presentes, neve, etc, etc... Um monte de idiotas ganhando um monte de dinheiro com o famoso espírito do Natal enquanto uma massa de miseráveis passa fome e não tem nem onde dormir o ano inteiro.

Imaginemos se José e Maria, pais de Jesus Cristo, resolvessem parir o menino divino nos dias de hoje? Será que se um casal grávido e maltrapilho batesse a sua porta na noite de natal para pedir abrigo e comida, você abriria a porta e os mandaria entrar para sentar-se a mesa? Quem disser que sim está provavelmente mentindo!

Se Jesus Cristo tivesse nascido nos dias atuais nas mesmas condições que nasceu no ano I, filho de uma mãe sem profissão e um pai carpinteiro, com certeza engrossaria as filas dos meninos de rua nos faróis das grandes cidades, salvo seu Pai Celestial lhe desse uma “mãozinha” para conseguir um emprego nos altos escalões do governo.

Como já disse alguém, “de boas intenções o inferno está cheio”! Ninguém tem coragem ou personalidade para ajudar ninguém sem primeiro ser ajudado. Esta história de caridade já morreu faz séculos e o que vemos hoje é uma forma disfarçada de contribuição social com pagamento ou promessa dele antecipado.

As pessoas sentem vergonha de admitir que são medíocres de nascimento e que jamais conseguem enxergar o que se passa ao seu lado, salvo raríssimas exceções e eu não sou uma delas. Ninguém quer saber se você está passando fome, sede ou se possui uma doença que requeira um cuidado especial, de carinho. Primeiro eu, segundo eu, mil vezes eu para só então eu começar a pensar se consigo pensar em você.

Assim é o Natal moderno. Os lojistas e industriais querem seus lucros e seus cofres abarrotados de dinheiro e aquela massa de miseráveis que se exploda pois eles não têm nada a ver com isso. Se forem pobres e miseráveis a culpa é deles que nasceram sem sorte e do governo que não cuida. É assim o pensamento de 99% dos empresários atuais.

Eu até poderia comprar uma galinha para a ceia de Natal, mas prefiro o faisão da Europa assado ou o leitão tratado pelas freiras cegas do convento da Jordânia que custa o mesmo que mil galinhas.

Nos shoppings o Papai Noel cobra para a criança sentar em seu colo e ao seu lado, duas belas fêmeas de pernas grossas e pouca roupa para atrair os pais e ao redor dos três, dez seguranças que cuidam do dinheiro no final do espetáculo.

Enquanto isso numa certa Universal do Reino de Deus, o bispo diz aos fieis que encaminhará seus pedidos diretamente ao Calvário, lá em Israel e que eles não precisam contribuir com nada; apenas o necessário para alugar um Boeing 747 e pagar a estadia dos diretores da igreja num hotel qualquer 5 estrelas com pensão completa, táxi, translado e verba extra de U$ 5 mil para cada bispo e U$ 2 mil para cada pastor, ou seja, para que seu pedido seja depositado onde supostamente Cristo morreu o fiel terá que contribuir com a bagatela de 5 mil reais para somente então poder dizer ao seu vizinho: -Olha, meu pedido foi encaminhado diretamente no Calvário e Cristo vai me ajudar com a interseção da IURD. Bem, se ele pagasse um Sedex internacional, o mesmo pedido iria para o Calvário por R$ 73,25, com direito a resposta do pároco dizendo que recebeu a encomenda.

Isso aqui ta uma bagunça e o nome de Deus virou moeda desde a morte de Cristo; faz 2006 anos que uma quadrilha inescrupulosa assalta consciências dos desprovidas de inteligência, como temor de que Deus possa soltar sua ira incontida naquele que não ajudar a IGREJA com seu dízimo e assim caminha a humanidade.

Às vezes eu me pego pensando quem é mais inescrupuloso, se a Igreja (no amplo sentido da palavra) ou um traficante de drogas? O tráfico da farinha Made in Colômbia mata milhares de pessoas todos os anos, não só pelo consumo mas também pelo combate com a polícia, mas a igreja cristã induz o miserável a invadir terras e o fazendeiro os mata; a igreja diz que se não pagar a contribuição divina, Deus castigará e aquele mesmo miserável morre de fome mas quita sua prestação com a Igreja, no final, a fé sem controle ou razão mata tanto quanto o tráfico de drogas, mas incontestavelmente o tráfico pelo menos mata a fome de milhares de outros que trabalham para eles e também muitas vezes parte deste dinheiro vai para o clero, pois nem mesmo quem planta coca quer saber da ira de Deus!

Mas o nosso tema é o Natal e quando for dia 24 de dezembro e você estiver ceando com sua família aquele peru da Sadia recheado de passas e farofa, brindando com um Suavignon francês e findando com um belo Petit Gateau, lembre de olhar pela janela e veja se não tem alguma família passando fome ali mesmo nos arredores da sua casa. Quando você estiver vendo seu filho desembrulhando o ferrorama novinho que não durarão três meses, lembre-se das crianças que brincam com pedras simulando bois que eles gostariam de ter em seus currais e quando já for altas horas da noite que você for se recolher em sua King Size no calor delicioso de seu aposento íntimo, lembre-se das milhares de famílias que estão debaixo do viaduto num condomínio sem muros, paredes, sanitários ou portaria.

É muito fácil dizer “EU FAÇO” na frente de amigos e desconhecidos ou homens do poder central organizar NATAIS SEM FOME e distribuir uma refeição todo dia 24 de dezembro. No fundo estes monstros ladrões imaginam que estão pagando indulgências como as cobradas no século XVI; se ajudam a conseguir comida para os pobres no mês de natal eles imaginam ter lugar certo no céu no dia da sua morte. Falar é fácil mas fazer é quase impossível para quem jamais teve coração ou visão para os problemas do mundo.

Depois de tudo isso você ainda se sente cristão? Foi isso que Cristo ensinou?

À merda, nós estamos mais para Satanás do que a semelhança de qualquer Deus que possa existir.

 

Texto e Foto:

Carlos Henrique Mascarenhas Pires

 



Comentários 0



Nossos Parceiros

© Copyright 2011 - Crônicas do Imperador. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento de sites