Vídeo em Destaque

+ Mais videos

Enquete

LULA SERÁ PRESO?
Crônicas do Imperador
na Rede

A POLÍCIA PEDE HABEAS CORPUS PREVENTIVO

Terça feira, 29 de Abril de 2014
A POLÍCIA PEDE HABEAS CORPUS PREVENTIVO

Carta Aberta aos Policiais do Brasil 

Prezados senhores policiais; classe onde a pluralidade é, sem a menor sobra de dúvida, heróis imbatíveis a serviço do combate ao crime; homens de honra e coragem; pessoas do mais alto valor que baliza a sociedade entre o que pode e o que não pode ser feito. Uma classe de gente de bem, que via de regra, vive muito mal, porque os Governos; as instituições que esta gente protege, também via de regra, lhes esquecem; e os deixa a mercê da sorte. 

Senhoras e senhores policiais brasileiros! 

Nos últimos episódios da mídia, notei claramente que a imprensa sensacionalista tentou e conseguiu colocar a sociedade contra os senhores; e quem deveria responder em nome de todos vocês, o Governo; este prefere não se manifestar. Primeiro que eu NÃO CONHEÇO um só Governador, dos 27 que temos no Brasil; que tenha tido a honradez histórica de reconhece-los como parte forte do Governo. Depois, porque este ano tem eleição; e em ano de eleição, ninguém quer arriscar para “se queimar” com o povão! 

“Vai passar, nessa avenida um samba popular. Cada paralelepípedo da velha cidade, essa noite vai. Se arrepiar, ao lembrar que aqui passaram sambas imortais; que aqui sangraram pelos nossos pés; que aqui sambaram nossos ancestrais.” 

Tá chegando o dia em que o policial não poderá mais usar sua arma, porque se o fizer, será preso e julgado, primeiro pela sociedade; depois pelos códigos malfeitos que o Legislativo Federal manifesta em nome de Lei. Eu não me surpreenderia, se um dia visse na televisão, que um soldado da polícia militar, em troca de tiro com um traficante, o atingiu e este, o lixo social, vier a óbito; e o policial ser punido por isso; porque é assim que tudo está caminhando! 

Vi com atenção este último caso; o do rapaz que teve a estrela de trabalhar como dançarino num programa muito conhecido; que apareceu morto dentro de uma creche de uma comunidade do Rio de Janeiro. Foi um reboliço estrondoso! Após o fato, acaso o povo encontrasse qualquer policial pela frente, mesmo aquele que sequer sabia do ocorrido, seria linchado e morto! 

Que bagunça é essa, senhoras e senhores? 

Se tem manifestação violenta, onde criminosos da mais alta periculosidade se disfarça de manifestante; não pode usar bala assim, não pode usar força assado; enfim; a polícia, principalmente a militar, é obrigada a ir para todo tipo de restolho contingente, apenas para ser suprimida. Hai de um policial que receber uma pedrada da cara, que saque sua arma e desfira um tiro para o alto! Se a imprensa flagrar, ele vai cumprir cadeia em seu quartel, porque não se pode ofender o direito do manifestante! Isso é justiça? 

“Num tempo, página infeliz da nossa história, passagem desbotada na memória das nossas novas gerações. Dormia, a nossa pátria mãe tão distraída, sem perceber que era subtraída, em tenebrosas transações...!” 

O sujeito estuda para ser policial; investe anos de sua vida em treinamentos, cursos; e quase sempre fica subordinado a uma meia dúzia de oficiais escroques e medrosos; e quando consegue agir em nome de seu chamamento profissional, vem uma imprensa medíocre e um Governo covarde, para trucidá-lo. Isso, por acaso, é ordenamento de justiça? 

Não senhores! Isso é baderna; e como dizia meu avô, o velho coronel Judicael; é anarquia! Os papeis já foram invertidos e ninguém faz nada. Se mantiver o caos, o Governo lucra com ações de gabinete; se mantiver a paz, o Governo lucra também dizendo nos jornais que as ações deles deram certo; e deste jeito, o Brasil vai descendo uma ladeira que nos conduz a uma desgraça generalizada. 

Investigações preliminares dão conta que o rapaz morto que era dançarino da televisão, também era envolvido com traficantes da comunidade onde morava. Fotos suas portando fuzis e outras armas de calibre restrito, já começam a aparecer na internet; e sua história de santo e homem trabalhador, também já começa a ser contestada; mas a polícia, que em se sabe ao certo se a bala que o atingiu saiu de uma arma oficial; esta já foi julgada culpada e sentenciada a mais uma vez se calar! 

“Seus filhos erravam cegos pelo continente, levavam pedras feito penitentes, erguendo estranhas catedrais. E um dia, afinal, tinham direito a uma alegria fugaz, uma ofegante epidemia que se chamava carnaval.” 

Outro dia saiu uma ordem de prisão contra um vereador baiano, somente porque ele é policial militar e ativista político. No despacho o julgador acata o pedido do Ministério Público Federal em nome da ordem coletiva. O vereador, que é oposição ao Governo da Bahia, está preso e sabe-se Deus quando será solto. Lembrando que este parlamentar só ensejou melhoria salarial para sua classe conclamando uma greve. Agora imaginem se este moço tivesse feito algo de fato sério, como por exemplo, coibir as manifestações durante a Copa do Mundo? Ah! Meus senhores e senhoras! Este sujeito seria mandado para a Lua...! 

Outro dia vi um artigo sensacional, onde um articulista pedia: “Senhores policiais! Não saiam mais armados, para não serem presos”! Só não concordo, porque se o policial sair de casa desarmado, com certeza será morto pelo bandido; e se não for, será preso pelo Comandante lacaio do Governo! 

“Palmas pra ala dos barões famintos, o bloco dos napoleões retintos e os pigmeus do bulevar. Meu Deus, vem olhar; vem ver de perto uma cidade a cantar a evolução da liberdade até o dia clarear.” 

Exceto duas ou três polícias brasileiras, e a Polícia Federal; todas as outras Polícias Militar e Polícias Civil do Brasil, paga uma miséria a seus efetivos. Poucos são os policiais brasileiros da PM e PC, que conseguem em 25 anos de serviço, comprar uma casa própria ou ter um carro com ar condicionado quitado; e se eles moram de aluguel ou andam de latas velhas, será que é por exposição de humildade? Claro que não! É por que ganham apenas o suficiente para matarem a fome, quando isso ocorre, porque tem muitos que nem isso consegue! 

Em 2013 estive em Miami e notei algumas viaturas da cidade de Doral, estacionadas em restaurantes, a noite, com o giroflex ligado. Dentro destas viaturas, apenas um homem, alerta e fortemente armado. Perguntei a um amigo que é xerife de outra cidade, porque havia tantas viaturas paradas; e este amigo me disse que há 20 anos, muitos condados estadunidenses permitem que seus policiais façam “bicos” com as viaturas, que em geral são de uso exclusivo de quem as dirige. Esta ação fez com que os salários fossem acessórios, apesar de pagarem bem; cerca de R$ 8 mil inicial. Segundo informações, um policial que faz “bico” nas horas vagas, chega a ganhar mais de R$ 10 mil só de extra; e a sociedade também ganha, porque vê mais policiais trabalhando! 

Esta medida de algumas cidades da Flórida, pode não ser a mais eficiente na valorização humana; mas com certeza não é este lixo que oferecemos aos nossos policiais, como se fosse uma esmola em forma de salário! 

Muitos homens e mulheres possuem na veia a aptidão para ser polícia. Parte destes que ingressam, desviam-se de suas atribuições legalísticas e padecem pelo mundo do crime; mas a maioria dos honestos, quando se deparam com julgamentos sociais e injustiças; associado aos baixos salários, ao descaso oficial e as péssimas condições de trabalho, abandonam a profissão para tentarem outras carreiras; e isso sim se perfaz uma grande vergonha, porque só perdemos os melhores e mais aplicados... 

Mas tem uma polícia que ganha mais; que é mais valorizada; que raramente aparece na TV sendo julgada. Tem uma polícia que o povão endeusa e teme. O que é que os senhores policiais militares e civis tem de diferente dos colegas federais? Por acaso, trabalham menos, se expõem menos ou possuem melhores condições de trabalho? Não! O policial civil, militar e os bombeiros militares, trabalham mais, morrem mais, auferem salários infinitamente menores; e são submetidos as piores condições de trabalho; e ainda assim, recebem do Governo covarde um silêncio de conivência; da imprensa sensacionalista, a promoção para o julgamento popular; e da população, o desrespeito; e o mais engraçado é que, quando há o menor sinal de tumulto, o Governo, a imprensa e o povo, ao invés de ligarem para a polícia federal, ligam em geral é para o 190!!! 

Somente quem está num plantão, ou já passou por ele, sabe bem o que é o trabalho policial. Estressante e fatigante são adjetivos menores, porque o trabalho é puxado ao extremo; e quem pensa que o policial é uma pessoa fria, engana-se. Ele é gente e sofre dos mesmos males, às vezes, bem pior; quanto a maioria das pessoas. Eles também tem suas casas arrombadas, são assaltados; seus filhos sofrem bullying; tem aluguel pra pagar e NÃO RECEBEM BOLSA FAMÍLIA; e durante sua jornada de trabalho, são exigidos a resolver os problemas que não são dos outros, mas também os seus problemas; e como se não bastasse, correm sérios riscos de vida 24 horas, mesmo em horários de lazer...! 

Pensam que isso é brincadeira ou demagogia? Não é não, senhoras e senhores! Nem é brincadeira, muito menos demagogia! Alguém se recorda do último fato ocorrido em São Paulo? Não? Pois eu os relembro! Um policial militar apaisana em uma moto, fugindo de ladrões que queriam lhe subtrair a motocicleta; avistando uma unidade da polícia civil e desesperado temendo pela vida, entra abruptamente na delegacia. Dentro da delegacia, uma equipe de plantão, que não conhecia o PM; pensou que era assalto ou uma invasão organizada por criminosos. Então um deles, sacou a arma e atirou. O PM revidou e nesta troca de tiros, o famoso fogo amigo, um médico que havia ido para recuperar seu carro, que fora tomado de assalto, acabou baleado e morreu. Agora o policial que atirou ESTÁ PRESO! 

Analisar o fato é coisa para outra esfera, mas o clima numa delegacia ou numa patrulha PM nunca foi e jamais será um clima ameno; portanto, qualquer um agiria como o agente preso. Eu, você ou qualquer um, faria o mesmo que ele fez, pois para se proteger e diante do perigo egrégio, todos cometem atos impensados! Se fosse um civil qualquer, poderia até alegar legítima defesa, mas como foi um policial, acabou sendo preso e acusado de homicídio doloso. Isso mesmo, DOLOSO! O acusaram de agir com dolo; e para quem eventualmente não saiba o que significa, neste caso, PREMEDITADO! 

Se eu fosse um policial civil ou militar, só iria ao trabalho após conseguir um habeas corpus preventivo, porque aquele artigo, o 5º da Constituição Federal, está sendo reeditado pela mídia; e poderá ficar assim: “Todos são iguais perante a lei, EXCETO OS POLICIAIS CIVIS E MILITARES, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança, e a propriedade, desde que não estejam enquadrados nas categorias de polícias estaduais! 

Falo isso com a certeza da tese de que, todo dia morre bandido neste país e logo chegam os senhores juristas e fascistas disfarçados de pertencerem aos Direitos Humanos, para cobrar providências legais acerca desta mortes; mas quando o policial é morto pelo criminoso, nunca vi nenhum integrante de qualquer comissão de direitos humanos se manifestar; e isso ocorre, porque os Governos transformaram os policiais em inumanos; em uma espécie de árvores fardadas; enquanto o bandido, este sim é muito humano; principalmente se dá lucro e voto ao Governo! 

Em outubro haverá eleições; e se cada um de meus leitores votar em sujeitos de ficha suja, analfabetos ou aliados do crime; somente estarão dando vazão para que isso não mude; e piore! 

“Ai, que vida boa, olerê; Ai, que vida boa, olará; o estandarte do sanatório geral vai passar” 

Os versos de “Vai passar”, do excepcional Chico Buarque de Holanda descrevem bem o que é o Brasil....!

 

Carlos Henrique Mascarenhas Pires



Comentários 1

gerson willemem soares

Quinta feira, 01 de Maio de 2014, às 18:17
Caro amigo,quem conhece estes homens e seus trabalho tem que dar plena razão, seus comentários devem ser lido pelos governantes desta mundo chamado Brasil, hipócritas e covarde juntamente com seus comandados, que querem ficar resguardando seus comandos, aqui eu já sabia, que este dançarino, não era flor que se cheira, a tal regina case, o,colocou, como a maior vitima da PM do rio. Parabéns a você por estas palavras.



Nossos Parceiros

© Copyright 2011 - Crônicas do Imperador. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento de sites