Vídeo em Destaque

+ Mais videos

Enquete

LULA SERÁ PRESO?
Crônicas do Imperador
na Rede

A MAIOR QUADRILHA DO BRASIL!

Quinta feira, 20 de Março de 2014
A MAIOR QUADRILHA DO BRASIL!

 As cifras são impressionantes, os valores são incalculáveis e as dimensões são abissais. Nunca na história deste sofrido Brasil se roubou tanto sem nenhuma punição ou advertência. Pelo contrário, ao que enxergamos, quanto mais se rouba, mas se idolatra os ladrões e se esquece as delinquências perpetradas por eles. Nenhuma fraude envolvendo gente do Governo, passando pelo Legislativo e agora elevando-se ao Judiciário, chega a um valor menor do que seis dígitos. Menor que isso é coisa de comitê eleitoral petista do interior...! 

A história nos conta que esta terra foi desbravada pelos néscios déspotas oriundos de Portugal. Uma corja de salafrários que não encontrou resistência dos povos que viviam aqui; que trouxeram a maior massa escrava da história da humanidade; e passou a delapidar tudo de importante que esta terra produzia; e tudo isso para alimentar a fome voraz do Reino que só fazia merda, gastava com luxos e orgias; e precisava cada vez mais de dinheiro para pagar tudo isso. 

Conta-nos os alfarrábios históricos escritos com sangue brazuca, que os primeiros ladrões, menos agressivos, chegaram aqui em 1500 com as caravelas de Cabral; e que depois disso, mais de 200 anos de puro saque, levaram esta terra a uma quase falência, não fosse o Primeiro Grande Ladrão que veio para cá e atendia pelo nome de João Maria José Francisco Xavier de Paula Luís António Domingos Rafael de Bragança, cognome de Dom João VI. 

Dom João VI, que era conhecido como o Clemente, e que queria ser Papa, Santo ou sei lá mais o que; além de corno, imbecil, acéfalo e covarde, também era uma ratazana; um ladrão de marca maior, mas que soube bem deixar seu nome aqui e acolá como o pai disso ou o protetor daquilo; de modo que roubou até a alma deste país; que saiu daqui após não mais ter o que levar e com nojo desta terra e desta gente; e que até hoje, passados quase 200 anos de sua ida ao inferno, muitos ainda o consideram como herói...! 

Depois de João Sexto, outros ladrões de menor importância passaram por aqui. Uns portugueses naturais e muitos brasileiros. Se fôssemos dar nomes aos ladrões, com certeza não haveria espaço lógico para tantos; mas vamos adiante. Depois de João VI houveram outros nomes famosos que tentaram a paternidade do Brasil, mas um deles, que eu intitulo como o Segundo Grande Ladrão, chegou de mansinho; com cara de otário, mas que de otário nunca teve nada. Outro preguiçoso, imbecil, covarde e acéfalo; parece até parente do João VI; só que este tem nome bem brasileiro; Luís Inácio, o Lula da Silva; aquele a quem o povão tanto idolatra. 

Depois de João VI até a chegada de Lula, quando falávamos em fraudes no Governo, em geral, quando as cifras passavam de 10 milhões, era um escândalo; parecia que o Brasil ia afundar e jamais voltaria à tona. 

Muitos de meus leitores não sabem o que foi Coroa-Brastel. O caso Coroa-Brastel foi aberto pela Justiça em 1985, quando uma denúncia chegou ao Supremo Tribunal Federal contra o empresário e contra dois ministros, Delfim Neto, do Planejamento e Ernane Galvêas, da Fazenda. Os ex-ministros eram acusados de desviar recursos públicos na liberação de empréstimo da Caixa Econômica Federal ao empresário em 1981. O empréstimo de, na moeda da época, cruzeiros - Cr$ 2,5 bilhões -, seria utilizado no reforço de capital de giro do grupo e no plano de expansão da Brastel. Segundo a denúncia, o dinheiro teria servido para quitar dívidas junto ao Banco do Brasil e ao Banespa. O caso foi a julgamento no ano de 1994. A denúncia contra Galvêas foi rejeitada. Já a acusação contra Delfim, então deputado pelo PPR-SP, não chegou a ser examinada. A Câmara negou licença ao STF para processá-lo. Este foi um dos maiores escândalos da época; e a cifra envolvida neste caso, hoje seria algo em torno de 90 milhões de Reais. 

Se voltarmos um pouco no tempo, antes do Coroa-Brastel, na época dos milicos, os escândalos tinham nomes até engraçados, como o da Mandioca. Na década de 90, os Anões do Orçamento, que segundo denúncias, movimentaram alguns míseros milhões de Reais; e o escândalo do Banco Econômico, foram os casos mais fortes que eu lembro; e se forem comparados aos do PT em 12 anos de roubalheira, foram meras esmolas que se dá na esquina! 

O Brasil foi evoluindo e com ele, também evoluíram os ladrões. Aquela turma que vivia dos recursos das falcatruas dos sindicatos, finalmente chegaram ao Poder e chegaram com uma fome de anos. Depois deles, como isso mudou! Propina depois da chegada de Lula, ou era muito, mas muito alta, ou era coisa de Tucano. Ninguém mais fala em milhões de Dólares; a onda agora é dizer BILHÕES DE EUROS; é mais chique. Milhões de Dólares é para ladrão de galinha; gente sem “agricultura”, com bem afirma meu amigo Ronaldo Assis.

 É muita cara de pau desta quadrilha; e o pior de tudo é que aquele que é roubado, endeusa o ladrão; e ainda elege a continuidade dele. Sim! Dilma Rousseff é o final, ou início, não sei bem; da trilogia desgraçada dos mega ladrões brasileiros; que começou com João VI, passou por Lula e chegou nesta infeliz, mas muito esperta. 

Vejam o caso mais recente, que na verdade já é bem velhinho, da Refinaria do Texas que a Petrobras comprou. Nem eu que nunca foi um expert em organização financeira cairia numa arapuca desta. Em 2005 uma petrolífera insignificante pegou 42,5 Milhões de Dólares por 100% das ações; um ano depois, a petrolífera vendeu 50% desta ações a Petrobras por 360 Milhões de Dólares sem que ela tivesse dado nenhum lucro. Quem pagou 42,5 Milhões de Dólares embolsou mais de 300 Milhões de Dólares de lucro em menos de um ano. Saiu rindo à toa e foi investir seu dinheiro em algo que de fato desse lucro; e mesmo ainda dona de 50% da ações, saiu a francesa, deixando o controle dos problemas para os espertos petistas.

 

Não muito tempo depois, para honrar um contrato, A Petrobras, liderada pela quadrilha Lula, Dilma, Gabrielli e Palocci, foi obrigada a pagar com o dinheiro do Brasil outros 839 Milhões de Dólares para a mesma empresa que era dona de 50%, elevando o custo da porcaria texana para 1,18 Bilhão de Dólares. Um amigo de Brasília me disse ontem que Gabrielli afirmou numa roda de amigos que a Petrobras tinha já orçado 1,5 bilhão para esta finalidade; e não fosse por ele, o negócio seria ainda mais idiota! – É verdade! O miserável que deu um dos maiores prejuízos da história do Brasil, afirmou que ele foi, na verdade, o sujeito bacana que impediu a estatal de ter mais prejuízos. Este escroque, se for candidato a qualquer coisa, com certeza será eleito, porque o povão brasileiro, analfabeto de pai, mãe e parteira, sequer mensura o que ele promoveu de ruim para este país...! 

Tadinho do ex-Ministro Carlos Lupi do PDT, que foi demitido por Dilma, somente por quê recebeu míseros R$ 200 mil de propina! Que injustiça fizeram com este rapaz! Agora eu tenho certeza que ele foi demitido, porque recebeu só isso; R$ 200 mil. Se fossem, pelo menos, 200 Milhões, ele seria elevado, no barato, a Ministro Chefe da Casa Civil; e se tivesse curso de direito, poderia até ser Ministro do Supremo Tribunal Federal! 

Por falar em STF, vicioso e deslustrado, Dilma esta semana resolveu intervir indiretamente, mais uma vez, no brio da composição da Corte. A presidente Dilma Rousseff nomeou nesta quarta-feira a advogada Letícia de Santis Mendes de Farias Mello, de 37 anos, para o cargo de desembargadora do Tribunal Regional Federal da 2ª. Região, sediado no Rio de Janeiro. A advogada é a filha mais velha de Marco Aurélio, ministro do Supremo Tribunal Federal e presidente do Tribunal Superior Eleitoral. 

A moça, agora Sua Excelência, é filha da também desembargadora Sandra De Santis, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal. Letícia disputou o posto no TRF com outros dois advogados: Luiz Henrique Antunes Alochio e Rosane Lucia de Souza Thomé. Apesar de ser a mais jovem, ela foi a escolhida pela presidente Dilma; e aí vem a pergunta: - Porque será? 

Letícia integra o escritório Ulhôa Canto Resende e Guerra Advogados, do Rio de Janeiro. Graduada em 1999 pelo Centro Universitário de Brasília (Uniceub), ela é especializada em direito tributário e administrativo. A advogada foi a mais votada na lista tríplice enviada pelo tribunal à presidente em junho. Além de Letícia, outra filha de ministro do STF é candidata a uma vaga de desembargadora, mas no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Mariana Fux, filha do ministro Luiz Fux de 32 anos, disputa o cargo. Mas ainda não há uma definição sobre quem será nomeado... 

A quadrilha é muito inteligente. Ataca em todos os campos! Domina o Executivo há 12 anos. Manda no Legislativo em igual tempo; e agora, ataca na Justiça, porque desta forma, consegue com facilidade não indiciar seus lacaios asseclas por crimes cometidos; e aqui fica o alerta ao papa Francisco: - Cuidado Santidade! Abra o olho! Se o PT indicar algum Cardeal, saque o nome dele do pleito, pelo Amor de Deus! Se um petista entrar na Santa Sé, Sua Santidade corre sérios riscos de vida; e não será surpresa se um novo Papa for brasileiro...! 

Dom João VI ficou no Brasil por 13 longos anos; o PT está abrindo caminho para um tempo maior que esse; e se Dilma Rousseff permanecer por mais quatro anos, perdoem-me os amigos, só me resta gritar: - Alô Barack Obama! Libera meu Green Card!!! 

 

Carlos Henrique Mascarenhas Pires



Comentários 0



Nossos Parceiros

© Copyright 2011 - Crônicas do Imperador. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento de sites