Vídeo em Destaque

+ Mais videos

Enquete

LULA SERÁ PRESO?
Crônicas do Imperador
na Rede

73 ANOS DE HANNA-BARBERA

Domingo, 18 de Agosto de 2013
73 ANOS DE HANNA-BARBERA73 ANOS DE HANNA-BARBERA73 ANOS DE HANNA-BARBERA

O que é que acontece quando dois sujeitos com boas ideias se conhecem e ficam amigos? Provavelmente, além de uma bela amizade, fluirão coisas maravilhosas a serviço da humanidade; bastam ter um pouquinho de criatividade, sorte e perseverança, para que o que eles produzirem virem sucesso!

Ah! Quanta saudade Scooby Doo! Daquelas tardes depois da escola, quando nem tirávamos o uniforme e já ligavamos a TV, nos jogávamos no sofá da sala para assistir ao Zé Colmeia e Catatau; Plic, Ploc e Chuvisco; Manda-Chuva e sua turma, Pepe Legal e Babalu, Esquadrilha Abutre, Bionicão e tantos outros desenhos animados da dupla William Hanna e Joseph Barbera!

É maravilhoso viajar ao passado na companhia de todos estes desenhos animados; e poder relembrar estas extraordinárias obras que marcaram uma importante época de muitas vidas, a nossa infância! E se por um acaso você se emocionar, não se assuste, é a criança que ainda existe dentro de nós e que nunca irá nos deixar... Conheçam um pouco da história dos amigos que criaram todos estes e muitos outros desenhos animados que marcaram gerações!

William Hanna e Joseph Barbera se conheceram em 1937 e começaram a trabalhar juntos no estúdio de animação da Metro-Goldwyn-Mayer em 1939. Na década de 1940, enviaram seus desenhos para Walt Disney, que prometeu viajar até Nova Iorque na semana seguinte para contratá-los, mas nunca apareceu!

Para refazer o tempo perdido com a esperança de Disney, a dupla de amigos criou seu primeiro projeto de animação; o desenho Puss Gets the Boot em 1940, que iniciou a premiada e popularíssima série Tom e Jerry. Os sensacionais Tom e Jerry, quem diria, completaram 73 anos! Quatro anos mais tarde eles fundaram o estúdio Hanna-Barbera; e o mundo de sonhos em forma de animação contagiaria o mundo inteiro, fazendo tanto ou mais sucesso do que o próprio Walt Disney!

Dezessete anos mais tarde, com a popularização da televisão, Hanna-Barbera passava a produzir em massa obras para este formato de mídia; e a primeira série de sucesso foi Jumbo & Ruivão; depois vieram Dom Pixote; Plic, Ploc & Chuvisco; Zé Colmeia; Pepe Legal; Bibo Pai e Bob Filho; Olho Vivo e Faro Fino e Loop Le Beau, aquele lobo cavalheiro que fala com sotaque francês e tenta limpar o nome dos lobos, se apresentando como o "lobo bom", mas apesar de suas intenções e boas ações, sempre acaba sendo perseguido. Alguém com mais de 30 anos lembra?

Os desenhos dos estúdios Hanna-Barbera dominavam a programação infantil da televisão por várias décadas, até que em 1993 o monopólio do grupo, abruptamente, acabou; e tudo depois deles virou Cartoon Network; mas esta é uma outra história menos engraçada para nós, os mais experientes e mais vividos...

O mundo de Hanna-Barbera era completamente diferente de tudo que há nos dias atuais. Havia magia e os temas fortes do cotidiano, como sexo, drogas e violência, jamais eram abordados de forma genuinamente explícita; as drogas e o sexo, nem de forma implícita. Portanto, era seguro aceitarmos que as crianças ficassem horas na frente da TV vendo aquelas maravilhas desenhadas e animadas. Alguns com muito e outros com muito mais sucesso, como Scooby-Doo, que em 2004 entrou para o livro dos recordes como a série com mais episódios ininterruptos, 360 eventos sequenciais!

 

A Família Adamms; As Aventuras de Gulliver; As Panterinhas; A Tartaruga Tuchê; Bacamarte & Chumbinho; Bibo Pai & Bóbi Filho; Butch Cassidy; Carangos e Motocas; Careta e Mutreta; Clue Club; Coelho Ricochete; Corrida Espacial; Corrida Maluca; Devlin, O Motoqueiro; Dinamite, O Bionicão; Dom Pixote; Dino Boy; É o Lobo; Elefantástico; Esquadrilha Abutre; Esquilo Sem Grilo; Fantasminha Legal; Feiticeira Faceira; Formiga Atômica; Frankstein Jr.; Galaxy Trio; Godzilla; Goober e os Caçadores de Fantasmas; Homem Pássaro; Hong Kong Fu; Huck Finn; Jana das Selvas; Jambo e Ruivão; Jeannie; João Grandão; Jonny Quest; Josie e As Gatinhas; Juca Bala e Zé Bolha; K O R G 70.000 A.C.; Laboratório Submarino; Leão da Montanha; Lipi, o Leão; Lula Lelé; Lupe Lebô; Maguila, O Gorila; Manda-Chuva; Matraca e Fofoquinha; Mightor; Moby Dick; Mosquete, Mosquito, Moscardo; O Gordo e o Magro; O Patinho Duque; O Urso do Cabelo Duro; O Vale dos Dinossauros; Olho Vivo e Faro Fino; Os 4 Fantásticos; Os Apuros de Penélope; Os Brasinhas do Espaço; Os Cavaleiros da Arábia; Os Flintstones; Os Herculóides; Os Impossíveis; Os Jetsons; Os Muzzarellas; Os Robobo; Os Smurfs; Os Tremendões; Os Três Mosqueteiros; Papai Sabe Nada; Pepe Legal; Peter Potamus; Plic, Ploc e Chuvisco; Polícia Desmontada; Sansão e Golias; Scooby-doo; Shazzan; Simbad Jr.; Space Ghost; Super-Amigos; Tom & Jerry; Treme-Treme; Tutubarão; Ursuat; Vovô Viu a Uva; Wally Gator; Xodó da Vovó; Zé Buscapé e Zé Colmeia.

Ufa! Aí estão todos eles! Todas as criações da dupla mais genial dos desenhos animados! Quem tem mais de 30, possivelmente se lembre da maioria; e mesmo os que não alcançaram a época de ouro das animações, quando 3D era só um sonho distante, não pode dizer que não conhece alguns como Smurfs, Zé Colmeia, Tom e Jerry, Família Adams ou Zé Buscapé. O sucesso de muitos destes desenhos, é possível, que vire lenda e sobreviva por mais séculos...

Após ver todos estes personagens; saber um pouco mais a história de alguns deles e de seus criadores; como afirmei lá no início; se por um acaso você se emocionar, chorar, voltar ao passado, lembrar das coisas boas; não se assuste! É a criança que ainda existe dentro de nós e que nunca irá nos deixar!

Aproveita e deixa um comentário falando de seu personagem ou seu desenho preferido!

 

Carlos Henrique Mascarenhas Pires



Comentários 3

Rodinei Campos da Silveira

Quarta feira, 21 de Janeiro de 2015, às 10:20
Era uma época fantástica (anos 60, 70, 80), quamdo boa parte das emissoras de TV exibia os grandes sucessos da Hanna-Barbera. Hoje, boa parte destes clássicos da Hanna-Barbera aparecem sendo exibidos no canal pago Tooncast (http://www.tooncast.tv). Enquabto isso, as TV abertas foram entregues ao jugo das futilidades. E eu prefiro fugir disso.

ze colmeia

Sábado, 27 de Dezembro de 2014, às 09:02
e muito bom demais

SÉRGIO DE SOUZA BARROS

Segunda feira, 16 de Setembro de 2013, às 13:16
Eu não tenho nenhuma dúvida do que você colocou é a mais genuína verdade, é exatamente o que eu queria ter dito, o que sinto. Que saudade de tudo isso, uma pena que não temos mais nada disso na TV, somos obrigados a conviver com esse lixo que é apresentado todos os dias. Que Pena que isso acabou, somente sobrou a saudade.



Nossos Parceiros

© Copyright 2011 - Crônicas do Imperador. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento de sites